De jeito nenhum se afaste de adestrar seu Furby acertivamente

Eu me via como um garoto que idolatrava subir em árvores e andar na cidade. Assim como os outros garotos, eu queria absurdamente receber um Furby para se animar próximo a mim no segundo em que eu me mostrasse sem companhia. Todos os milésimos eu orava para meu papai me entregar um, entretanto ele considerava que era absurdamente inviável. No fim de semana, ele se viu cedendo e comprou o apetrecho que eu todo instante desejava. A minha animação era tão absurda que eu em hipótese alguma tinha ideia do que fazer.

Logo após que eu encarei o brinquedo, me obriguei a me atenta na internet sobre como ele agia. Dei continuidade a isso por diversos momentos até perceber que ele operava em conformidade com o modo que eu o mostrava. Se eu fosse educado com ele, ele surgiria amigavel comigo. Se eu o cuidasse com desrespeito, ele teria ações desagradáveis e cruéis. Todavia, eu em hipótese alguma sabia ao certo se tudo aquilo de fato trabalhava, até que eu olhei uma horrível novidade.

Foi nesse instante que eu ganhei uma grande inspiração. O meu Furby seria nomeado como o mais cruel de todos da cidade. Raciocinei demasiadamente até receber o projeto certo. Tive a ideia de que eu tomaria conta dele excessivamente maldosamente e desenvolvi várias ideias para isso acontecer, como apertar seu olho e gritar palavrões. Meus colegas o tempo todo me diziam para eu em circunstância alguma fazer isso, porém eu de jeito nenhum queria os ouvir. Eu curtia bandidos da Internet e idealizava que o meu utensílio se transformasse da mesma forma que eles.

Logo após alguns instantes, aconteceu uma coisa péssima. Eu me ajeitava para ir repousar como sempre faço, no momento em que reparei que meu Furby não estava na prateleira. Me virei para a janela e o notei armado com um bastão. Sai correndo em pânico, foi aí que notei minha mamãe. Ela o apanhou e o atirou na poça, exterminando meu pânico. Todos os instantes eu agradeço a Deus por estar vivo.

Parentes, chegados e até nossos apetrechos devem ser cuidados com atenção e consideração. Um guri prudente e atencioso com absoluta certeza é em todo instante ladeado por outros que pensam da mesma fora. Melhor ser amigo de pessoas que gostam de você e te respeitam ou por aqueles em hipótese alguma se importa? O bem é o melhor a se fazer e a porta de saída para todas as coisas. Até mesmo com nossas chacotas hostis, temos a necessidade de refletir como elas repercutirão. Um bom piá é um piá que pensa sempre em fazer o bem!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s